sábado, 31 de dezembro de 2011

Adeus 2011!!! Bem vindo 2012!!!

Costumamos receber muitas mensagens a última semana do ano. A partir dos dias que antecedem o Natal somos exortados quase que diariamente a refazermos planos, procurar paz e luz. O fim de um ano marca, RENOVAÇÃO, que não se limita a alteração numérica para 2012, marca um recomeço, uma chance para avaliarmos o que fizemos, como fizemos e o que deixamos de fazer. 

Mais exercício? Quem sabe uma nova dieta? Parar de fumar? Mais tempo para a família e sobretudo para você? 

Existe um núcleo fundamental de aspirações e desejos em toda comemoração por um novo ano. 

Desejamos que essa sensação de renovação, de mais um recomeço, não termine com a queima de fogos, pois ela deve durar muito mais do que a intensidade das luzes que veremos no céu. Que a paz e bons fluidos nos acompanhem durante todo 2012 e que tenhamos força interior para nos renovarmos a cada dia, por mais difícil que pareça a caminhada. 

Tenha um excelente Ano Novo, feliz com a vida que recomeça, cheio de luz e saúde!

Abraços de nossa família!!!!! 

Marcos, Carolina e Jujuba

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Doce confraternização

Ontem passamos um dia bem legal!!!

Está passando férias aqui em Mació a nossa amiga da DB (Grupo Diabetes Brasil) Marisa Bueno e seus filhos Júlia e Gustavo.

Demos um passeio no shopping,  almoçamos, fomos ao cinema e terminamos o dia numa doce confraternização com alguns de nossos “Doces amigos” aqui de Maceió: Giselle Mamede com seu Marido Neto e seu filhote Pedro, Luciana Perrotti, Adrina Guimarães, Camila e sua mãe e Luciana Quaresma

Foi muito legal reencontrar esse povo que tenho tanto contato virtual, apesar de morarmos pertinho……

Marisa, julia e Gustavo com jujubaEu e MarisaGalera Diabetes MaceióMarisa, Eu e Jujuba, Camila e sua mãe, Luciana Perrotti, Luciana Quaresma, Adrina e Giselle Mamede

Marisa, Adoramos conhecer vocês e seus filhos!!!!!!!!

Voltem mais vezes a Maceió!!!!!!!!!!

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Infecção no local da Cânula

Ontem a noite Júlia reclamou que a cânula estava incomodando… Como coloquei em um local um pouco diferente (Na gordurinha entre a cintura e a bunda) achava que ela estava estranhando o local…

Mas a madrugada ela passou toda altissima(entre 250 e 300), e às 5 da amanhã chegou a 350…

Tinha que ter algo errado com a cânula!!!!

Então antes que ela acordasse, coloquei outra cânula, mas ela acordou e não deixou de jeito nenhum que eu tirasse a cânula que estava doendo, Não queria nem que eu encostasse nela, então tive que fazer a força…

Quando consegui tirar saiu um bocado de Pus, ou seja, infeccionou!!!!

A principio, fiz uma assepsia no local com antisséptico e coloquei um pouco de rifocina….DSC_7315

Liguei para a médica dela – Susana Chen- que nos orientou a lavar a área com um sabonete antisséptico específico e colocar uma pomadinha 3 vezes ao dia e pediu para observarmos por 48 horas… Pediu ainda que fizéssemos uma compressa morna no local….

Sempre ouvimos falar de alguns casos de infecção de cânula… Nicole, do blog Minha Doce Vittória, também já tinha uma vez relatado um caso que ocorreu com a Vivi no blog dela, mas, nunca achamos que poderá acontecer conosco… Mas aconteceu!!!! E a principio sem motivo nenhum aparente…. Coloquei essa cânula como coloco todas as outras…. Com todo cuidado e assepsia possível….. Não tivemos nenhuma mudança de rotina…. Mas mesmo assim aconteceu….  Vamos observar e ver no que dá….

Esperamos que seja uma infecção superficial e que não precise de antibiótico…..

São coisas que acontecem….

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

100.000 acessos ao Jujuba Diabética!!!!


cem-mil
Chegamos aos 100.000 acessos ao Blog hoje!!!!! Estamos muito felizes com esse sucesso de visitação pois asssim sabemos que o assunto “Diabetes” está se espalhando pelos 4 cantos do mundo!!!!! E isso é muito importante para nós!!!!!! Vamos difundir o Diabetes para desmistificá-lo cada vez mais!!!!!!!
Obrigada a todos pelo carinho do Dia a Dia!!!!!!
É daí que tiramos a nossa força para continuarmos a nossa caminhada sempre de cabeça erguida e sem deixar "a peteca cair" !!!

terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Diabetes e a Doença de Parkinson

Pessoas com diabetes podem ter maior probabilidade de também desenvolver a doença de Parkinson – e isso parece ser particularmente verdadeiro para os pacientes mais jovens, sugere um novo estudo.
Os resultados, publicados on-line/16 de março no Diabetes Care, acrescentam evidências ligando diabetes e Parkinson.
Um outro estudo recente disse que os adultos dos EUA com diabetes tiveram um risco ligeiramente maior de desenvolver Parkinson num período de 15 anos, em comparação com não diabéticos (ver Reuters Health -30/Mar/2011). No entanto, em nenhum dos estudos se demonstra que o diabetes causa Parkinson. Em vez disso, os pesquisadores acham que é mais provável que os dois transtornos compartilhem algumas causas comuns subjacentes.
As novas descobertas são oriundas da Dinamarca, onde os investigadores compararam perto de 2.000 adultos com doença de Parkinson e cerca de 10.000 pessoas da mesma idade, mas sem a doença (o grupo “controle”). Em termos globais, 6,5% dos pacientes de Parkinson tiveram diabetes há pelo menos dois anos antes de serem diagnosticados com o distúrbio do movimento. Em comparação, apenas 5% das pessoas no grupo controle de diabetes tiveram diabetes há pelo menos dois anos.
Segundo a equipe de pesquisa, ter diabetes foi associado a um risco cerca de um terço mais elevado de desenvolver Parkinson. Isso foi concluido após ajuste para idade e sexo, e nenhum diagnóstico de enfisema – que foi considerado associado ao tabagismo pesado. (Estudos descobriram que os fumantes de cigarros tem menor risco do mal de Parkinson, por razões que ainda não são claras.) O diabetes foi relacionado a um maior risco de desenvolver Parkinson antes dos 60 anos – média de idade para diagnóstico da doença.
Exatamente o que os resultados significam não é claro, de acordo com os pesquisadores, que foram liderados pela Dr. Eva Schernhammer, da Harvard Medical School em Boston. Mas dizem que, por ora, a mais plausível explicação é que o diabetes e o mal de Parkinson têm alguns dos mesmos fundamentos biológicos. Uma possibilidade é uma contínua inflamação de baixo nível em todo o corpo. Também pode haver uma suscetibilidade genética comum.
Mesmo que as pessoas com diabetes tenham um risco relativamente maior de Parkinson, o risco absoluto não é particularmente elevado. Por exemplo, o recente estudo nos EUA que acompanhou pacientes por 15 anos, envolveu cerca de 289.000 adultos mais velhos: a proporção de pessoas que evoluíram para a doença de Parkinson foi de 0,8% entre os diabéticos e 0,5% entre os não diabéticos – menos de 1% em ambos os casos.
Os pesquisadores deste estudo disseram que as pessoas com diabetes devem simplesmente continuar a fazer as coisas que já foram recomendadas para a sua saúde: uma dieta equilibrada e exercícios regularmente.
Mais estudos são necessários, segundo eles, para entender por que o diabetes está relacionado a um maior risco de Parkinson e o que, se é que existe algo, pode ser feito sobre isso.

FONTE (em inglês): http://bit.ly/fWbB3u - Diabetes Care 2011.

domingo, 25 de dezembro de 2011

Isso sim é o importante da Vida!!!

Isso sim é o importante da vida!!!!
Família super Feliz e toda reunida!!!!
Amamos demais cada um de Vocês!!!!!
Obrigada por todo carinho, companheirismo e apoio do dia a dia!!!!
Nossa família é nosso porto seguro!!!!!! Sempre!!!!!

Pais, irmãos e sobrinhos amados: Tio Dani, Miguel, Léo,  Tio Guto, Arthur, Maria Luiza, Tia Má, Vó Socorrinho, Vô Clailton, Jujuba, Papai, Tia Katha e Mamãe


sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Feliz Natal do Pai da Jujuba!

O dia de hoje começou como gostaria que muitos outros tivessem começado ao longo do ano. Sem horário para levantar da cama, sem pressa para arrumar Jujuba para ir à Escola, sem correria para não chegar atrasado para minhas aulas na UFAL ...

Às 5h Jujuba acordou, fez um lanchinho comigo e veio dar mais um cochilo na minha cama. Abraçou Carolina e lá permaneceu tranquila até às 7:15h. Eu levantei antes, mas fiquei alguns minutos olhando o sono tranquilo das mulheres da minha vida... Agradeci a Deus por estarmos todos juntos, em casa, tranquilos.

Hoje Jujuba completa quatro anos de diagnóstico. Só quatro? Para mim parecem 40 anos...

O cotidiano após o descobrimento da doença tornou-se mais intenso: novas responsabilidades, muitas incertezas e pedras no caminho. 2011 foi um ano particularmente difícil. Conciliar meus compromissos pessoais, acadêmicos e profissionais com a dura rotina de Carolina e os cuidados com a Júlia não foi nada fácil. Modificamos o tratamento dela, ingressamos com uma demanda judicial para obtenção da bomba de insulina, passamos por um quadro de sinuvite transitória do quadril que nos deixou bem assustados, sem falar nas rotineiras gripes, alergias e machucados de qualquer criança.

Chegar ao dia 23 e olhar para minha filha estável, feliz e tranquila não tem preço. Não preciso pedir mais nada ao Papai Noel, pois ele me concedeu todos os presentes que eu queria ao longo do ano: ver minha filha crescendo e se desenvolvendo feliz, estar bem com minha esposa, fazer planos juntos e ter a chance de bons momentos com a família. Obrigado 2011. Se em 2012 puder olhar para trás e perceber que tive um ano de muito trabalho, mas que tudo transcorreu com saúde e paz já está ótimo.

Em quatro anos passei a compreender um pouco melhor a doença, amadureci enquanto pessoa, aprendi muito enquanto pai e marido. Em especial descobri que se mantivermos o foco na doença deixamos de verificar benefícios indiretos ao seu redor, em especial o tempo dedicado à família.

Há quatro anos estávamos tristes, apreensivos e sem nenhuma vontade de comemorar o natal. Buscávamos explicações, culpados, soluções imediatas... Nada como o tempo para nos fazer entender a magia da vida, com todas as suas idas e vindas, com seus obstáculos que nos fortalecem e preparam para o futuro.

Este ano o Natal será bem diferente. Estamos bem e trabalharemos para permanecer assim. Isso é o que realmente importa. Entre uma medição e outra, brincarei com a Jujuba e contaremos carboidratos. Brincaremos de pintar, de boliche, jogaremos videogame e daremos boas gargalhadas. Mamãe Carolina estará conosco, vai tirar fotos e entrar na brincadeira. Estar feliz, dividir e compartilhar com familiares e amigos queridos.

Obrigado Papai...do céu.
Feliz Natal a todos. 

4 anos de diagnóstico!!!!! O diabetes nos trouxe muitas coisas boas também....

Esse ano de 2011 foi um ano muito importante em nossas vidas. Foi ano de reviravolta total mesmo!!! Mas ainda bem que foi para melhor!!!!
A escolha da colocação da bomba de insulina foi um marco bem positivo na nossa rotina e  conseguiu nos dar uma tranquilidade e uma paz que não tínhamos já a alguns anos .... 4 para ser mais exata....

Pois é,  hoje, 23 de dezembro a nossa Jujuba faz 4 anos de diagnóstico de Diabetes Tipo 1...

Talvez fosse um dia de péssimas recordações, mas para quem nos conhece, sabe que não gostamos de pensar assim...
O diabetes também trouxe muitas coisas boas para as nossas vidas... 
Definitivamente somos uma família muito mais unida, muito mais pés no chão, mais madura e mais solidária... 
Nossa filhota é uma criança linda e extremamente feliz!!!! O que mais os pais querem para um filho do que que ele seja muito feliz!??!?!?! 
O diabetes nos trouxe também algo que tem sido de extrema importância na nossa caminhadas: A novas doces amizades!!!!
É dos nossos grupos de "docinhos" ( "Bate papo diabetes" , "Diabetes Brasil", Blogs e tantos outros) que tiramos boa parte de nossas forças e de nossas companhias diárias... Muitos de nossos amigos já deram depoimento que possuem  mais apoios "virtuais" do que dos próprios familiares.... E esse ciclo positivo e de apoio é muitas vezes fundamental para o boa saúde física e mental do diabético ou do seu cuidador.... 
Nos apoiamos demais!!!!! E isso é lindo!!!!! 

Então aí está a nossa homenagem de mais um ano juntos a essas pessoas que são minhas companhias diárias, horárias.... minuto a minuto....

Não deu para lembrar de todos , mas coloquei os nomes que vieram em minha cabeça de pessoas muito queridas por nós....
Isso é o que desejamos a vocês amigos queridos!!!!!Muita Paz, carinho amor, realizações, mais união, muitas alegrias, muita compreensão, perseverança que é essencial, felicidade, sorrisos, amizades e muito bons controles... Tudo isso regado de muita SAÚDE, pois com isso, corremos atrás do resto!!!!!
Obrigada de verdade e de coração por tudo!!!!!!! Por todo carinho, por todas as energias positivas, as dicas, as trocas de informações, o aprendizado, as experiências, as discussões,  as orações, as torcidas, as doações, e tantas outras coisas boas que recebo de cada um de vocês...

Beijos no coração!!!!!!!

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Diferença resolvida!!!!


Achei uma linda atitude!!!
Espero que nossa Jujuba nunca se sinta diferente por usar a bomba de insulina....
Mas sinceramente hoje não acho que ela não se incomoda ... Nossa filha sempre foi muito consciente de suas responsabilidades e de suas limitações...  Nunca se incomodou de tirar a glicemia em público, ou sequer de tomar insulina no meio de todo mundo... Sempre achei isso lindo!!!!
Acho que ela ter iniciado o quadro de diabetes tão cedo, ajudou e também o fato de sempre lidamos com o diabetes de uma forma muito natural e corriqueira....
Que ela continue assim.... Levando tudo numa boa!!

Amigo secreto virtual

Olha só que presentes lindos que ganhamos de nossa amiga virtual não mais secreta Mirian Gozzer lá do Grupo "Bate papo Diabetes":

Um lindo vídeo:
 

Um lindo texto:

Carinho 
Amor
Realização
Otimismo
Leveza

E
ntusiasmo

Jogo de cintura
Unidade
Justiça
União
Brilho
Alegria


Este acróstico é composto por alguns itens que considero importantes para que a vida seja mais saborosa. Carol Lima e Jujuba, que possamos nos manter em contato e saibam que podem contar sempre comigo. Beijos cheios de carinho!




Balé e Diabetes

Reportagem bem legal da revista De bem com a Vida que fala sobre a importância do balé para as crianças com Diabetes.... 
Júlia faz Balé e adora!!!!! E ainda não deixa de ser uma atividade física que ajuda no controle de sua glicemia... 
Mês passado teve a sua primeira apresentação no maior teatro aqui de nosso Estado - Teatro Gustavo Leite - E ela realmente surpreendeu a todos nós com sua determinação e concentração.... Por ela também ser usuária da bomba de insulina, (assim como a Sarinha filha da Ana Cláudia da reportagem abaixo) , podemos regular a Bomba adequadamente para que não tenhamos problemas com as glicemia, inclusive tivemos que fazer isso nos espetáculos já que ele dura uma média de 2,5hs... 
Durante o espetáculo, Diminuímos a infusão de insulina da Júlia para 80% e determinamos a quantidade de carboidratos que deveriam ser ingeridos antes do espetáculo... Deu super certo! Com as Glicemias na média o  humor dela ficou super normal e ela pode se concentrar numa boa para fazer as lindas apresentações que ela fez!!!! Foram 3 apresentações e todas perfeitas!!!!!!
Linda demais!!!!!!!
Espero que esse amor que ela tem pelo Balé dure por muitos e muitos anos!!!!








Era uma vez uma família da Europa Oriental, por volta do século XIX, que passava a noite de Natal reunida. Clara, a filha do casal, recebe do padrinho Drosselmeyer um presente, um lindo Quebra-Nozes. Os irmãos, com inveja da prenda, acabam danificando o boneco e seu padrinho promete que tudo se resolveria no dia seguinte. Terminada a celebração da noite de Natal, todos vão dormir e o boneco Quebra-Nozes ganha vida. Este convoca seus companheiros para lutar contra os ratos do reino mágico.
Assim, Clara se encanta com o Reino das Neves e o dos Doces e participa tanto da batalha quanto da festa organizada em homenagem à sua presença. Clara dança no baile junto com o soldado que se transforma em príncipe. Assim, no dia seguinte, Clara acorda ao lado do seu boneco e percebe que tudo não passara de um encantado e maravilhoso sono.
Este conto de Natal encanta a vida de muitas crianças e adultos do mundo todo. São realizadas apresentações especialmente, em dezembro, em vários países e têm sido um marco de Natal, com dezenas de versões. Com música e coreografia originais de seus criadores Tchaikovsky, Marius Petipa e Lev Ivanov, as apresentações deram ao balé o status de clássico desde a sua origem.
Assim, como encanta várias pessoas, encantou também a vida da pequena Sarah Cendofanti Sezerino, de 4 anos, com diabetes tipo 1. Quando tinha um pouco mais de 3 anos, seus pais a levaram ao teatro Guaíra, em Curitiba, para assistir à apresentação do Quebra-Nozes.
“Eu lembro que a Sarah ficou surpresa e contagiada pela música e pelo balé. Tanto que começou a dançar ali mesmo. Desde aquele dia, só falava que queria aprender balé e um dia se apresentar naquele teatro. Como sabemos que exercício físico é primordial no controle da glicemia, incentivamos desde o início”, relata Ana Claudia, mãe da Sarah e engenheira química.
Dessa forma, Sarah começou a praticar balé em uma escola particular especializada duas vezes por semana no início das tardes, com duração de 40 minutos cada aula. Ela já realizou duas apresentações de balé no Teatro Positivo e, quando completar cinco anos, realizará testes para a escola de balé do Teatro Guaíra.
Segundo Ana Claudia, os benefícios da dança são inúmeros, pois “auxilia o controle da glicemia, traz uma atividade prazerosa para o dia a dia, melhora a disciplina, concentração e a leveza dos movimentos. A Sarah gosta de música e adora dançar. Ela se sente muito feliz e percebemos isso, pois sorri o tempo todo”.
Além disso, Sarah diminui a insulina basal durante a prática. “Utiliza o Sistema Accu-Chek Combo, a bomba de insulina, desde maio deste ano. Ela se acostumou com o equipamento e faz parte de sua vida. Mandamos fazer algumas bolsas com elástico ajustável de diferentes cores. Cada dia pode escolher a cor que vai usar. A bomba faz parte da sua rotina e não atrapalha em nada”, explica Ana.
Para a prática, Sarah veste roupas confortáveis como saia, colan, meia-calça e sapatilha. “Sarah mede a glicemia antes da aula de balé, caso esteja baixa, alimenta-se com uma barra de frutas, após a prática faz a automonitorização e come o lanche da tarde. Caso esteja com hipoglicemia, sempre leva barras de frutas, bananada, bala de banana e sache de glicose”, enumera Ana.
Assim como no conto de fada, quando Clara chega ao Reino das Neves e é convidada a participar da festa, a valsa de despedida é dançada por todos e a menina volta para casa com seu príncipe em meios a ares de fantasia e sonho. Sarah também regressa de cada aula pensando no dia que irá se apresentar no Teatro Guaíra e realizar seu sonho encantado.

Reportagem de: Vanessa Pirolo Vivancos

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Blog Jujuba Diabética agora também no Portal do Cada Minuto

Há alguns meses atrás, recebi uma proposta do maior portal de notícias daqui de Alagoas - O Portal Cada Minuto - para que o nosso Blog fizesse parte de seu conteúdo permanente... 
Fiquei muito lisonjeada com o convite pois sempre adorei o Cada Minuto e seu site sempre fez parte das minhas leituras diárias e de minhas pesquisas sobre tudo o que queria ser informada sobre nosso Estado de Alagoas....
Ficou certo que eles fariam uma grande renovação em seu Layout e que o portal entraria no ar já com o nosso Blog em seu conteúdo.....
Pois bem!!! O DIA CHEGOU!!!!! 
(Hoje a noite,) Amanhã a noite (20/12/2011) entra no ar o novo Portal do Cada Minuto e dentro dele, na seção de saúde nosso Blog estará lá para ser acessado por todos os milhões de leitores do portal!!!!
Isso é um marco divisor de águas para o Jujuba Diabética!!!!
As informações sobre diabetes terão agora um alcance muito mais amplo, com certeza!!!!!
E esse sempre foi o nosso objetivo maior - disseminar essas informações!!!!!!

Então para os NOVOS LEITORES DE NOSSO BLOG farei um breve resumo do que se trata o nosso  Jujuba Diabética:

Nossa filha Júlia hoje com 5 anos foi diagnosticada com Diabetes Tipo 1 com apenas 1 ano. Eu, meu marido Marcos, nossos pais, irmãos e demais familiares, passamos a ver a vida por um ângulo bem diferente "pós-descoberta".

Passamos a nos interessar e estudar tudo o que diz respeito ao assunto e nos tornamos, quase que sem notar, "estudiosos" em diabetes tipo 1, afinal de contas, essa é a nossa vida e o nosso dia a dia...
Pouco se falava na internet sobre diabetes em crianças tão pequenas e sempre sentimos falta, principalmente no início dessa fonte de informação. Devido a essa necessidade que sentíamos resolvemos criar o “Jujuba Diabética”.

Diabetes hoje em dia não é mais um “bicho de 7 cabeças” e sabemos que se a pessoa tiver um bom controle poderá viver até mais e com maior qualidade de vida do que se não tivesse a doença. É só saber fazer e escolher o caminho certo!

Queríamos muito tentar fazer pelos pais  iniciantes um pouco daquilo que gostaríamos de ter tido. E assim fomos fazendo.

Achamos que a troca de experiência e a boa informação é um ponto fundamental para o bom tratamento. E é isso que tentamos fazer no nosso Blog. As informações não se limitam a parte técnica cuidam principalmente de tema cotidianos...  

O Blog é ponto de encontro de diabéticos, é fonte de educação, serve para compartilhar experiências, para orientar aqueles que querem passar a se cuidar, é conforto na hora da angustia e é principalmente a defesa pela nossa causa – O diabetes.

Deixo por fim alguns links que acho que vale a pena visitar dentro do blog para que vocês possam nos conhecer um pouco mais: 


BEM VINDO A TODOS DO PORTAL CADA MINUTO!!!!! 
Essa será com certeza uma parceria de muito sucesso na   disseminação das informações sobre diabetes!!!!!!

Premiação TOP BLOG 2011!!! Excelente resultado!!!!!

Neste último sábado ocorreu em São Paulo a Premiação do Prêmio de Blogs Nacionais - O TOP BLOG 2011, onde o nosso Blog Jujuba Diabética ficou entre os 3 blogs finalistas na categoria Saúde...

Não consegui, por várias questões, ir para a festa de premiação... Mas quem melhor para ir nos representando que a nossa amiga e Blogueira, Nicole Lagonegro, do Blog Minha Doce Vittória e ainda mais acompanhada de uma torcida organizada de primeira formada por Bruno Pereira e por Luana Alves?!?!?!

Pois bem, o resultado final foi excelente!!!! O Jujuba diabética é TOP 2 (2º lugar) no Júri popular e TOP 3 (3º lugar) no Júri Acadêmico!!!!

Luana Alves com o certificado do Júri Acadêmico e Bruno Pereira com o certificado do Júri popular - Nicole estava fotografando!!!



Fiquei realmente muuuuuuuuito feliz!!!! É realmente maravilhoso!!! 
Muito mais do que poderia sonhar ou esperar em pouco mais de um ano de blog!!!!! 

O importante mesmo não é a colocação que ficamos mas é que conseguimos o nosso grande objetivo... Conseguimos deixar o diabetes em pauta por muito tempo (e vamos continuar deixando)!!!!! O que importa mesmo é informar e principalmente dividir experiências!!!! 

Muito obrigada a todos pela torcida, pelos votos e por toda a força!!!!  Na verdade não tem palavra que agradeça todo esse carinho!!!!!

Aqui também quero reforçar o meu agradecimento à Nicole por toda disponibilidade em ir nos representando no evento!!!! Essa parceria nos torna sem dúvida muito mais fortes e com uma voz muito maior na luta por nossos objetivos e por nossa causa.... Obrigada querida!!!!


Ausência temporária e volta cheia de novidades......

Nossa Jujuba este fim de semana em nossa viagem
para Garanhuns em comemoração aos 41 anos
de casados de seus avós Clailton e Socorrinho...
Ela amou!!!!
Bom tarde pessoal!!!!
Estive um pouco ausente esse ultimo mês aqui do blog... 
Mas tudo tem justificativa: 
- Estava tentando colocar em dia minhas pendências do meu escritório (pois é, além de mãe da Jujuba também sou arquiteta...) ....
- Estava dando um tempinho (mais que necessário) do assunto "Diabetes", até para renovar as forças e seguir em frente.....
- E também estive viajando com minha família esse últimos dias. 
Mas cheguei cheia de coisas boas para contar!!!!!
Vou dividir as novidades em dois posts para ficar mais fácil: 
- Prêmio Top Blog 2011
- Jujuba Diabética no Portal do Cada minuto



quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Júlia e os testes de alergia

Júlia foi ontem fazer os testes de alergia com a Dra Nancy Chen....
Fez primeiro os testes cutâneos que para nossa surpresa, deram todos negativos!!!!!
Insetos, alimentos, inalantes e fungos....
Próxima semana faremos os de sangue!!!! Vamos ver no que vai dar!!!!!

Jujuba não reclamou em nenhum momento exceto da hipoglicemia que aconteceu justamente no meio do teste..... Essas "danadas" aparecem nas horas mais impróprias... rsrsrsrsrrsrsrsrs

Nancy é irmã da endocrino pediatra da Júlia.... Acho ótimo que temos com ela o mesmo sentimento de "estar em casa" que temos com a Susana.... E isso não tem preço!!!!!  Jujuba adora ela!!!!
Parabéns Nancy pela competência e pela paciência!!!!







segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

De olho nos pequenos


Reportagem do site http://www.defatoonline.com.br. Vale a pena conferir!!!!!

De olho nos pequenos

Diabetes na infância não tem prevenção e agilidade no diagnóstico é fundamental para melhorar qualidade de vida das crianças 

Quando se fala em diabetes, doença cujo dia mundial é celebrado em 14 de novembro, normalmente, o mal é associado a adultos e idosos. No entanto, crianças e adolescentes podem ser afetados pelo tipo 1 da doença, possível de ser contraída em qualquer idade. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Diabetes, o crescimento do número de casos de diabetes do tipo 1 é de 3% ao ano. Na maioria das vezes, de acordo com especialistas, quando as crianças desenvolvem diabetes, os pais ficam perdidos, sem saber como lidar com o problema. 
Observando os hábitos da filha Letícia, de 6 anos, a enfermeira Juliana de Faria Pessoa Moreira Costa, 30, notou que havia algo errado. “Percebi que ela começou a fazer xixi na cama, coisa que não acontecia mais devido a sua idade, e também a ir muito ao banheiro. Ao mesmo tempo em que urinava, me pedia água. Ela também perdeu peso rapidamente”, conta a mãe. “Por trabalhar na área da saúde, eu já imaginava que poderia ser diabetes, mas não queria acreditar que fosse”, conclui.
A doença foi diagnosticada no dia 12 de maio de 2009, antes mesmo que a menina completasse quatro anos, data que ficou marcada para as duas. Desde então, toda a família precisou mudar a rotina em função de Letícia. Logo que teve certeza do diagnóstico, o pediatra encaminhou a menina ao endocrinologista. A partir daí, tomar insulina passou a fazer parte da rotina da menina. 
A enfermeira conta que sua primeira atitude foi explicar detalhes da doença e dos cuidados que a filha deveria tomar daquele momento em diante. A decisão foi sábia. Graças ao diálogo, rapidamente Letícia desenvolveu a consciência sobre como agir. “Na escola, por exemplo, ela não come lanche oferecido por coleguinhas, porque sabe que não pode. Quando sente que está com a glicose baixa, ela mesma avisa à professora. Ela é quem vai conviver com a doença, portanto, precisa saber se cuidar”, diz Juliana.
Hoje, além de visitar regularmente o endocrinologista, Letícia faz a medição da glicose em casa, diariamente, por meio de um aparelho fornecido pela Secretaria de Estado da Saúde, distribuído por meio da Prefeitura. A garota tem acompanhamento também de um nutricionista/ personal diet, que orienta a família acerca de como deve ser a alimentação. “É muito saudável, rica em verduras, frutas, sem muito carboidrato e açúcar. Ela se cuida bem e tem uma vida completamente normal”, conta a mãe.
Em função dos cuidados e informações, Letícia nunca ficou internada, fato que a mãe atribui também ao diagnóstico precoce da doença.
O diagnóstico 

O endocrinologista itabirano Cláudio Alvarenga afirma que a primeira condição para modificar a realidade consiste em conhecer o diabetes. Segundo o especialista, como não há formas de se prevenir ou evitar a doença em crianças, é imprescindível que o diagnóstico e o uso da insulina sejam feitos imediatamente. Caso contrário, a criança poderá entrar em coma. “É uma doença do pâncreas, na qual ocorre a destruição das células beta, responsáveis pela fabricação da insulina. Não há uma idade exata para que apareça numa criança. Há casos de o paciente já nascer diabético”, diz o especialista.
Os exames disponíveis atualmente não são capazes de identificar se uma criança poderá ter a doença no futuro. Caso haja ocorrências de doentes na família, os especialistas recomendam que, durante as consultas periódicas com pediatras, o tema seja abordado, para que o médico possa solicitar exames. “Os sintomas são considerados uma defesa do organismo, que vai tentar eliminar, de qualquer modo, esse excesso de glicose que está no sangue. Então os rins passam a filtrar a glicose e a expeli-la junto da urina. A criança passa a urinar muito, levantando-se várias vezes à noite, perdendo grande volume de água e passando a ter muita sede”, detalha o médico.
Tanto para adultos quanto para crianças, o diagnóstico do diabetes é feito quando os níveis da glicose excedem 125 mg, valor que ainda não provoca nenhum sintoma. Geralmente, os sintomas só aparecem quando a glicose já está muito alta. “Quando se descobre que uma pessoa é diabética, normalmente ela já está doente há anos e não sabe. Por isso é preciso ficar atento e fazer exames periodicamente”, explica o endocrinologista. 
A criança diabética e seus familiares devem ser capazes de realizar a contagem dos carboidratos, o que significa saber em quanto cada alimento vai aumentar a glicose e quantas unidades de insulina deverão ser usadas para fazê-la voltar ao normal. O descontrole dos níveis de açúcar no sangue pode trazer complicações graves, como perda da visão e amputação de membros.
Realidade difícil 

A falta de controle do diabetes tem afetado a qualidade de vida de Nicole, de 13 anos. Por diversas vezes ela precisou ser internada e chegou a ficar por 16 dias no hospital durante uma das crises. Diabética desde os dois anos, por não ter o aparelho de medição, ainda não disponibilizado pela Saúde Pública quando houve o diagnóstico, a menina não teve condições de controlar corretamente os níveis de glicose. Hoje ela precisa injetar 28 seringas de insulina por dia, sendo 14 antes do café, três na hora do almoço e mais oito às 22h.
Sua mãe, Margarete Felix Aparecida dos Reis, 32, descobriu a doença de Nicole após uma consulta com o pediatra. Antes disso, não tinha informação alguma sobre a questão. “Aqui não há doces, bala, refrigerante. Quando compro, tem que ser diet. Até adoçante aprendemos a usar. No entanto, não tenho condições de comprar sempre tudo de que ela precisa e ainda falta o medidor de glicose com as faixas, que até o hoje não temos”, lamenta Margarete, mãe de outros dois filhos.
Nicole recebe insulina por meio de programas públicos de saúde, assim como o controle com o endocrinologista, mas ainda espera pelo aparelho de medição de glicose. “Sei quando a glicose está baixa, porque a Nicole fica fria, fica bamba e começa a tremer”, diz.
Por conta da doença, a menina não tem conseguido estudar direito. Constantemente passa mal na escola. A mãe não a permite participar de festas de amigos, com medo de que ela exagere com as guloseimas. “Às vezes até os irmãos são impedidos de ir às festinhas. Quando ela vai, tem sempre que ter uma pessoa vigiando. Ela ainda não aceita o diabetes”, revela a mãe.
Passando por dificuldades financeiras, a dona de casa reclamava, além da falta do aparelho para medir a glicose da filha, a perda da cesta básica, desde o final do ano passado, que recebia da Prefeitura por meio de programas sociais, o que dificultava ainda mais que a menina tivesse uma alimentação adequada. 
A Secretaria Municipal de Ação Social, após verificar a situação de Margarete e Nicole, detectou que o problema era relacionado somente a uma mudança de endereço do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) no qual a família estava inscrita. O cadastro também estava desatualizado. Ciente das providências a serem tomadas, a mãe espera que, daqui em diante, o futuro da filha seja de dias mais prósperos e tranquilos.
Os médicos alertam que, se a doença for tratada devidamente desde a descoberta, é possível controlar o diabetes e os pacientes podem levar uma vida normal.          

domingo, 4 de dezembro de 2011

Apostila de Bomba de Insulina para a Escola...

Assim que iniciamos o tratamento da Júlia com a Bomba de Insulina, após quase 4 anos de diagnóstico, me vi com um novo desafio de aprendizado de como lidar com a nova rotina e novos controles..... Logo me acostumei mas algo que me preocupou bastante : a rotina da escola...
Antes da bomba fizemos o esquema de tal jeito que não havia necessidade de Júlia tomar insulina no período que estava na escola.... Mas a partir do momento que colocamos a bomba, as necessidades mudaram!!!!!
Júlia passou a requerer a aplicação de insulina no lanche da manhã e uma contagem de Carboidratos mais rigorosa do que a que fazíamos antes para que o tratamento passasse realmente a dar certo....
Precisei então passar algum tempo acompanhando as professoras e a recém encaminhada auxiliar de enfermagem que passou acompanhar (designada pela própria escola) a Júlia na hora do lanche, fazer a sua medição de glicemia, correções e aplicações na bomba e fazer também a contagem de carboidratos dos alimentos ingeridos na escola....
Meu primeiro passo foi fazer uma apostila para entregar e orientar as professoras, cuidadoras, coordenadores e todos que rodeassem a Júlia na escola  para que eles todos soubessem como lidar com esse novo desafio: A bomba de Insulina.
É uma apostila bem específica e direcionada ESPECIFICAMENTE  PARA O CASO DA JÚLIA , mas serve de excelente ponto de partida para as "doces" mamães que desejarem copiar a ideia e adequá-la a para o caso de seus filhos....

Ainda acrescentei algumas páginas com: Telefones úteis de emergência, Planos de saúde, e um manual de contagem de carboidratos com tabela de carboidratos.....

Valeu super a pena e continua sendo super útil para todos que a rodeiam.....


Um beijo a todos e aproveitem o material!!!!


Capa

Página 1


página 2

página 3

página 4
 
página 5
página 6
página 7
página 8
página 9

A história da doce amiguinha Ester e sua Mãe Bárbara!!!!

A história da doce amiguinha Ester e sua mãe Bárbara Barros!!!
Conheci Bárbara através da Comunidade Diabetes Brasil no Orkut e por nossas histórias serem muito parecidas por conta da idade das meninas, acabamos conversando bastante ...
Conheçam a sua história:


É com muito “orgulho” que estou aqui escrevendo a convite de Carol.
A nossa descoberta foi quando minha pequena Ester então para completar 1 aninho de vida foi solicitada com um pouquinho de antecedência a fazer seu primeiro Checkup de rotina, pois a pediatra dela ao completar 1 aninho solicitaria todos os  exames comuns... 
Fizemos o exame e ao pegar fiquei meio confusa, para não dizer sem reação, diante de um resultado: GLICOSE +++
O que será q isso queria dizer??
Fiquei com esse resultado por uns  dois dias em minhas mãos , e ao passar desses dias minha linda estrelinha começou a ficar prostradinha, beber muita água,urinar tanto a noite q as fraldas não suportavam.
Mas para tudo se tinha uma resposta... Para a água ela tinha ganhado uma garrafinha nova e para nós estava querendo fazer uso para que todos vejam... Para estar urinando muito, achamos que o pai não estava sabendo fazer as trocas noturnas...
Mas estava chegando a hora... Levei o resultado para a pediatra e diante do exame ela declarou:  “Aqui tem o quadro de uma criança diabética, mas com 35 anos de profissão nunca vi isso...  vamos repetir o exame...”
Ali meu mundo foi  abaixo, eu não tinha chão... Só chorava pensando minha filha nunca mais poderá comer doce... Eu realmente achava q era isso... Que ilusão...
E sem maiores orientações medicas fui ainda marcar o exame especifico de glicemia em jejum que só seria após uns 3 dias...
Mas não deu tempo e no dia 02/05/2009 a minha filha já não se agüentava de tão prostrada e minha mãe falou: “Leva essa menina na emergência!”. E eu ainda falava para minha mãe: “Pare de me assustar, deixa de ser desesperada!”... Parecia ate filme, pois eu não acreditava...
Mas lá fui eu com o pai da Ester para a emergência, chegando lá, apesar de ser um hospital particular estava LOTADO, mas diante de tudo fui direto na recepção e disse: “estamos com minha filha e suspeitamos que ela esteja com diabetes.”  Na mesma hora a atendente mandou que entrássemos com ela e a enfermeira foi  fazer o PRIMEIRO DEXTRO que seu de cara um  resultado  de 486... A enfermeira ficou olhando para mim com aquela cara de enterro, aí não precisava nem abrir a boca.. CHOREI DESESPERADAMENTE e olhei para meu esposo e para falar a verdade... depois desse momento não me recordo de quase nada...
Aí começou de FATO tudo!!!  O Primeiro medico que sentou conosco dizia: “vamos começar a fazer alguns exames , mas digo que já vi casos de ser só uma crise e passar”...MAS que nada!!!!
Não tinha um quarto para ela, e fomos ficando aquele dia inteiro em uma área que era de atendimento de emergência. Aí  colocaram a Ester no soro e ali foi um longo dia!!!
Me lembro que tinha um outro menino nessa mesma saleta e iam colocar soro nos dois, MESMO SENDO LEIGA observava a enfermeira colocando o soro e perguntei: “Esse soro tem glicose? Lembre que ela tem diabetes!” e a enfermeira falou: “É VERDADE ME CONFUNDI”. É MOLE????  Nessa altura do campeonato eu ainda precisava estar muito atenta (Deus já começava seu grande cuidado conosco)...
Após isso ligamos para a pediatra e a mesma foi para o hospital e nos orientou, ela já tinha ligado para uma medica endócrino pediatra e nos encaminhou para a mesma, mas precisava ainda assinar pela alta da Ester ,pois,  os plantonistas não achavam coerente , e escutei uma medica, “ESPERO QUE NÃO VOLTEM DE MADRUGADA”... E aí falei: “Não vamos voltar!!”...
E assim começamos uma nova etapa...
Sei que hoje somos muito felizes... Confesso que por alguns dias achei que tudo tinha acabado, mas nada como o tempo, busca de informações , amigos de verdade e médicos nos orientando corretamente..
A Ester é uma criança muito feliz e nós somos pais realizados e felizes também.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Jujuba Diabética entre os 3 melhores blogs na área de saúde!!!!!!!


Hoje é um dia realmente muito especial!!!!!!!

Iniciei o dia do meu aniversário sendo acordada pela minha linda filhota Jujuba e pelo meu maridão, cheios de surpresas para mim... Gazeei o trabalho e fui passear no shopping com as duas mulheres de minha vida: Jujuba e Minha mãezinha.... Almocei com meus amores e entrei no blog para dar uma olhadinha como faço sempre.... Para minha Grata surpresa, me deparei com selo de TOP 3 - DO PRÊMIO TOP BLOG 2011 !!!!!!! 

Isso mesmo!!! O nosso blog ficou entre os 3 melhores blogs na categoria Pessoal Saúde tanto no Júri popular com a grande ajuda de todos vocês leitores e amigo,  quanto no Júri acadêmico  que consiste em 15 membros e um presidente para cada categoria de profissionais especialistas na área. Cada jurado teve acesso restrito para avaliar e pontuar os 100 Blogs mais votados em cada categoria e grupo seguindo os seguintes critérios: Conteúdo , Apresentação, Interatividade, Criatividade e Atualização.


Estamos muuuuuito felizes!!!!!!! Realmente foi uma surpresa e tanto!!!!!!
Um lindo presente de aniversário!!!!!!!!

Só tenho a agradecer a vocês por todo carinho, por todo esforço de propagar a votação e a informação!!!! 
Nosso grande objetivo está sendo conquistado: Colocar o assunto "Diabetes" em pauta e em destaque!!!!! Vamos desmitificar essa doença!!!! Fazer com que as pessoas procurem se informar e se eduquem pois assim podem prevenir complicações e ter uma melhor qualidade de vida!!!!


Agora é esperar o resultado final que sai dia 17 de dezembro e saber quem é primeiro, segundo e terceiro colocados tanto no juri popular quanto no acadêmico. A premiação vai ser em um evento que acontecerá em São Paulo para todos os Finalistas top 3 em todas as categorias... Quem sabe não é uma oportunidade de dar um pulinho em São Paulo para um passeio!?!?!?!?!?!?!

Parabéns também às minhas amigas Doces Blogueiras que chegaram na final junto conosco!!! O mérito também é de vocês!!!!! O Minha Doce Vittória, O Viver com Diabetes , A Diabetes e Eu , Doce Gigi e o Tenho diabetes tipo 1... Todos em busca no nosso mesmo objetivo:   Desmistificar o diabetes!!!!

Beijos em todos e mais uma vez Muuuuito obrigada por cada voto e por todo o carinho!!!!!!!

Esse é o link do resultado final da votação:  http://www.topblog.com.br/2011/index.php?pg=Top3


segunda-feira, 28 de novembro de 2011

PARABÉNS PARA VOCÊ MAMÃE


Mais uma terça-feira de trabalho. Dia normal para quase todo mundo. A maioria já em contagem regressiva para o final do Ano... Como 2011 passou rápido, o que será que 2012 nos reserva... Aqui em casa o dia não tem nada de ordinário. Hoje é o aniversário da Lina. Jujuba e eu estamos nos preparativos desde ontem.

Fomos numa casa de festas, ela escolheu o tema, as lembrancinhas, o que deveríamos comprar... Retornamos para casa com chapéus, pratos, copos... Kit completo. Ela fez questão de fazer tudo sozinha. Escolheu o que iria colocar em cada lembrancinha, as quantidades de cada coisa, o que deveria ir no fundo... e metodicamente (se traços de personalidade passam para nossos filhos, acho que nesse quesito ela se parece um pouco o pai...) repetiu o procedimento em todas as caixas... O tema da festa é a gatinha Marie. Jujuba adora. Este ano a bolsa da escola dela é da Marie.

Não posso esquecer que na volta para casa ela também me pediu para ir no “florsário”. Expliquei a ela que o lugar que vende flores chama-se floricultura. Diverti-me bastante com o neologismo. Ela escolheu as cores e o formato do arranjo... Não foi a primeira vez que saímos para comprar flores para a mamãe... Normalmente ela escolhe rosas. O cartão foi algo à parte. Comecei escrevendo para ajudar, mas ela fez questão de assinar o nome dela e aproveitou para fazer um desenho... Saiu da Floricultura feliz, imaginando as reações da mamãe que até então não sabia de nossos planos.

Aqui em casa não faremos uma grande festa. Lina vai se encontrar no final da tarde com algumas amigas apenas para não deixar a data passar em branco. Temos muito a agradecer e a comemorar, mas no momento o que mais queremos é um pouco de paz e sossego.

Provavelmente nos seus trinta e três anos de vida, ela não teve um ano tão atribulado e cheio de altos e baixos. Não é nada fácil se dividir entre a família, amigos e o trabalho, sobretudo por conta dos constantes cuidados com a Jujuba que o diabetes exige. Os imprevistos fulminam qualquer planejamento. Sacrifica-se o trabalho, as necessidades pessoais, pois a saúde e o bem-estar de nossa filha não esperam. Não fazemos concessões. A rotina é pesada e qualquer deslize ou esquecimento costuma vir carregado de uma dose de culpa. Amamos tanto nossa pequena que às vezes não nos damos o direito de errar, esquecer de algo, priorizar outros aspectos de nossas vidas.

Não existe presente neste mundo que possa recompensar tanta dedicação, amor e carinho que Carolina dispensa à Júlia. Nem sempre estou por aqui para ajudar. Minhas ocupações exigiram muitas viagens. Nunca estive tão ausente do cotidiano como em 2011. Equilibrar suas próprias expectativas e os cuidados com os filhos é sempre um desafio para qualquer um. Carolina passou por um teste severo neste ano. Vou me esforçar para que no próximo ano possa escrever aqui que tive condições de estar mais perto dela, da rotina da Jujuba, permitindo um ano mais tranquilo para ela.

Sempre que queremos presentear uma pessoa pensamos no que ela gosta, no que está precisando no momento, em algo interessante e diferente. Hoje, pensando no que poderia comprar para ela, dei-me conta que o presente ideal não é nada fácil: mais tempo para ela mesma, uma rotina mais tranquila, para equilibrar o pessoal e o profissional... Isso está além do meu alcance imediato, pois necessita ser construído dia a dia, de modo perene e constante. Começarei hoje, comemorando esta data homenageando uma mulher muito especial. Agradeço a Deus nosso encontro nesta vida, pois não consigo imaginar a minha própria vida longe dela.

Parabéns para você, amor da minha vida. Obrigado pelo presente diário de podermos contar com sua convivência. Espero que papai do céu continue iluminando seu caminho, com muita saúde e paz.

Festinha surpresa para a Mamãe...

Cheguei em casa agora a noite e me deparei com uma cena linda!!!!
Minha doce Jujuba fez o pai sair do trabalho e ir com ela numa loja de produtos de festa para poder "fazer a mesa e as lembrancinhas" do meu aniversário.... Ela escolheu o tema,o que colocar nas lembrancinhas, chapeuzinhos, ecopos e a vela... Tudo surpresa!!!!!! Tudo bem q ela não conseguiu esperar até amanhã para me contar da surpresa..... Achei liiiiindo... AMO VOCÊ MINHA DOCE MENINA!!!!! O maior presente que poderia ter ganho na vida foi VOCÊ!!!!! Obrigada pela companhia, amor e carinho diário..... Sempre!

sábado, 26 de novembro de 2011

Livro de pintar da bomba de insulina...

Ontem chegou para a Jujuba um presentinho muito legal que ela amou...Trata-se de um material especial para crianças sobre a bomba Accu-chek Combo.... Parabéns Roche pela iniciativa! E obrigada muuuito obrigada Raquel pelo carinho!!!!!!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Anjinho do Diabetes - Por Persivaldo Figueirôa

Olha que lindo que Júlia ganhou de nosso amigo artista plástico Persivaldo Figueirôa...


É o Anjinho do Diabetes - Feito de papel e material reciclado.....

Para sempre proteger e iluminar o caminho de minha pequena!!!!!!!!
Já está juntinho da cama dela!!!!!!


segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Informativo de Diabetes para a escola e professores....

Em uma dica de Drª Susana Chen conhecemos esse material tão interessante para que os pais levem para a escola... Está no site do Instituto da Criança com Diabetes... Achei bem Legal!!!!!
Os Pais podem pegar esse texto e adaptar para a realidade de seus filhos.... 
A Júlia tem um texto personalizado e explicando como funciona tudo no organismo dela e foi bem importante para o conhecimento do Diabetes para a escola!



Caro Professor:

_________________________________ possui Diabetes Mellitus tipo 1 (dependente de insulina). Isto não interfere com nenhuma atividade normal, incluindo educação física ou ginástica. Entretanto, o aluno pode necessitar de um lanche extra antes ou depois de exercício vigoroso. É necessário, também, ter na escola lanches de forma regular e em horários previamente planejados, para que possa equilibrar a insulina recebida e tentar manter a taxa de açúcar no sangue mais próximo do normal. Professores e todos os funcionários da escola devem estar cientes dos sinais e sintomas de hipoglicemia (glicose baixa no sangue). Estes podem incluir: 
1 - tontura
2 - palidez
3 - tremores
4 - sonolência
5 - dor de cabeça
6 - alterações visuais
7 - confusão mental
8 - mudança na personalidade ou conduta, como choro e riso inapropriado e dificuldade na concentração
9 - suor excessivo

Embora o aluno tenha sido instruído para estar atento para estes sinais, ele pode não reconhecer que a reação está ocorrendo e esta pode ser, algumas vezes, bastante severa. Quando estes sinais ocorrerem é necessário tratamento imediato ou o problema pode agravar-se. Dê glicose (açúcar) imediatamente do kit que o aluno possa ter consigo ou através de uma das seguintes alternativas:

1 - suco de frutas (não diet) - 150ml (um copo) ou
2 - refrigerante (não diet) - 150 ml (um copo) ou
3 - uma colher de sopa rasa de açúcar e ½ copo d´água

Caso os sintomas não desapareçam em 15 minutos, repita o procedimento. Após o desaparecimento dos sintomas ofereça um lanche (leite, queijo, bolachas, pão) ou antecipe a refeição programada. Mantenha o aluno sentado, em repouso, e sempre acompanhado. Nós recomendamos aos alunos terem sempre consigo açúcar (tabletes de açúcar, açúcar líquido, balas de fácil dissolução) para tratamento de hipoglicemia. Diminuição acentuada da glicose no sangue pode acarretar inconsciência ou crise convulsiva. Nesta situação, que é pouco freqüente, ou se o aluno não estiver conseguindo deglutir, chame auxílio médico de emergência.

Outra situação que pode ocorrer é o aumento da taxa de glicose no sangue (hiperglicemia). Esta é melhor tolerada pelo aluno e geralmente não o coloca em situação de risco imediato.

Sinais e sintomas de glicose sanguínea elevada (hiperglicemia) incluem:
1 - aumento no volume e na freqüência das micções
2 - sede excessiva
3 - sonolência
4 - náusea e vômitos
5 - dor abdominal

Notifique aos pais se estes sintomas ocorrerem.

Em caso de dúvidas, preocupações ou outros esclarecimentos entre em contato com o ICD.
Fonte: http://www.icdrs.org.br