sexta-feira, 10 de junho de 2011

O que é período de remissão, ou “LUA DE MEL”

Júlia NUNCA teve esse período tão "cômodo" e "bem vindo" para os iniciantes em diabetes.... É muito bom poder contar com essa ajudinha do organismo nos primeiros meses.... Facilita muito o período de adaptação e de aceitação...

O que é período de remissão, ou “LUA DE MEL” 
O DM, diabetes mellitus da criança e do adolescente, é uma doença crônica com insulino dependência. Ela decorre da destruição das células beta do pâncreas por um processo auto imune. Antes da manifestação clínica do DM, há um período sem sintomatologia que pode durar meses, ou mesmo anos. Nesta fase é possível encontrar marcadores imunológicos. Quando as alterações glicêmicas são observadas, já ocorreu a destruição de cerca de 80% das células. É quando se inicia a terapia com insulina sub cutânea com objetivo de estabilizar a doença. Em algum momento do surgimento da doença, geralmente entre o segundo e sexto mês, já controlada com a insulinoterapia, cerca de 80% das crianças entram em um período em que as necessidades de insulina diminuem, muitas vezes chegando a zero. É o que se denomina período de remissão, ou fase de "lua de mel".
Este período costuma durar algumas semanas, meses e, às vezes, até um ano. A literatura especializada registra raras situações nas quais a tolerância à glicose retorna ao normal, com peptídio-C dosado no sangue demonstrando produção de pró insulina pelo pâncreas. Essa ocorrência pode ser explicada pela cura de um processo inflamatório, acompanhado de edema das ilhotas do pâncreas, com um número reduzido de células lesadas que retomam sua função normal. Essa expectativa não deve ser alimentada em nossos pacientes, pois são absolutamente excepcionais os casos de ocorrência dessa "cura". Durante a fase de remissão há uma grande sensibilidade a pequenas doses de insulina. Nessa fase praticamente não existem problemas e daí, ser chamada de "lua de mel".

Tentativas foram feitas para prolongar essa fase através do uso de medicação anti inflamatória sem lograr resultados satisfatórios. Até hoje, a recomendação de tratamento mais adequada durante esse período, é a da continuidade da insulinoterapia mesmo que aplicada em doses mínimas. A suspensão poderia levar a uma falsa ilusão de uma cura que não vai chegar. Além do mais, a criança e seus familiares podem abandonar práticas saudáveis de alimentação, exercícios físicos e terem dificuldades posterior de retorno. A dosagem de insulina aplicada durante esse período de remissão, ou "lua de mel", precisa ser bem controlada para que sejam evitadas crises de hipoglicemia.
Dra. Nuvarte Setian
Professora Associada de Pediatria FMUSP Chefe da Unidade de Endocrinologia Pediátrica do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da FMUSP
http://www.portaldiabetes.com.br/conteudocompleto.asp?idconteudo=262

3 comentários:

  1. Por favor ,não sei mais onde procurar e antes de chegar ao consultorio gostaria de estar com tudo na ponta da lingua!rs
    Meu filho foi diagnosticado com o Diabetes Melittus 1 em março de 2008 e até hoje as taxas de glicemias são estupidamente normais ,voltei com a alimentação normal de casa...Hoje ele está com 7 anos será que poderia ser o caso dele a "cura"...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida mãe: Diabetes Tipo 1 não tem cura... Infelizmente....
      Mas O que pode estar acontecendo é uma lua de mel super prolongada...
      A Julia tem uma amiguinha aqui em nossa cidade que vive o mesmo caso seu... Até hoje não precisou de insulina e as taxas glicemicas são controladissimas.... Mas os exames laboratoriais não mentem - ela é realmente diabética...
      O melhor que vcs tem a fazer é conversar com seus médicos para eles (que tem o conhecimento do caso) orientarem vcs direitinho......
      Podem contar conosco pra tudo!!!
      Beijão!

      Excluir
    2. que exame define que uma pessoa é diabética se as taxas estão normais?

      Excluir